domingo, 2 de maio de 2010

Dia das Mães

Detalhe da pintura Mother and Child de Gustav Klimt

Algumas mães são carinhosas e outras são repreensivas, mas isto é amor do mesmo modo, e a maioria das mães beija e repreende ao mesmo tempo. Pearl S. Buck

Um dos grandes males deste mundo é haver muitas mães, mas poucas mães más.
Só espero que um dia os meus filhos entendam que:
- Os amei o suficiente para perguntar onde vão, com quem vão e a que horas vão regressar.
- Os amei o suficiente para lhes telefonar sempre que achei que devia.
- Os amei o suficiente para os castigar e dizer NÃO mesmo quando eles achavam injusto.
- Os amei o suficiente para saber o que sentiam, mesmo quando não o diziam.
Um dia, talvez, os meus filhos vão ser adultos educados e honestos, porque tiveram uma mãe chata e má, que os controlou, não lhes deu toda a liberdade que poderia dar, os privou de inúmeras experiências que os livrou de drogas, alcoolismo, actos de vandalismo...

Oxalá...


4 olás!!:

vsuzano disse...

Bem... Mãe é Mãe...

E mais não digo, mãe...!!

Beijo

ψ Psimento ψ disse...

Oxalá, não existem mães perfeitas mas acredito que grande parte delas faz o seu melhor. Um beijo.

Safira disse...

E se mais mães 'chatas' houvesse o mundo não andava neste estado...
Vivam as 'chatas'!
Eu quando tiver filhos hei-de de ser 'chata' o mais que puder. Acredita.
Beijos e continua na senda da 'chatice', que eles vão perceber um dia mais tarde.

kakauzinha disse...

Simpática Olá,


Este teu post é maravilhoso! O verdadeiro papel de mãe está bem demonstrado, revelando uma ternura imensa, uma preocupação imensa e um amor imenso.

E quem...

"os privou de inúmeras experiências que os livrou de drogas, alcoolismo, actos de vandalismo..."

nunca poderá ser uma má mãe. Tu não és nem má nem chata, és a mãe que todas as mães têm de ser (e que eu também tentei ser).

Beijinhos azuis****