terça-feira, 30 de outubro de 2007

Memórias que não ficaram no éter

Esta blog foi criado no dia 13 de Julho de 2007.
Uma sexta-feira 13...
Um dia passou aqui um furacão, voaram posts, fotos, comentários, foi aquela confusão...
... com a ajuda do Li...ve Strong consegui recuperar algumas coisinhas... o resto ficou algures, no éter virtual...


Sábado, 3 de Novembro de 2007 - Licença para Aterrar
Peço licença para aterrar.
O mundo das viagens cibernéticas é fascinante mas por vezes temos que cair na realidade. Durante este mês falarei de outro tipo de "voos" uns mais apetecíveis do que outros mas que fazem parte da nossa realidade


Quinta-feira, 25 de Outubro de 2007 - Viagens em sonhos
Quando decidimos viajar não quer dizer que vamos partir.... viajamos em sonhos, em pensamento, em esperança, em paz... e não podemos nunca fechar os olhos a estas viagens de sonho...

Sexta-feira, 19 de Outubro de 2007 - Tudo que acontece acontece por uma razão

Fiz uma pausa nas minhas "viagens", atrasei o meu dia por uns minutos, porque me apetece mimar duas grandes amigas por dois motivos bem diferentes...
Uma delas embarcou numa viagem de vida a outra festeja uma vida de viagens...
A estas duas amigas, que amo, desejo as maiores felicidades nas suas "viagens".
Deixo aqui uma "carta de amizade" escrita por um dotado (Gabo) que inspira qualquer "viagem" que tenhamos de fazer na vida.

“ Se por um instante, Deus se esquecesse de que sou uma marioneta de trapo e me oferecesse mais um pouco de vida, não diria tudo o que penso mas pensaria tudo o que digo.
Daria valor às coisas, não pelo que valem, mas pelo que significam.
Dormiria pouco, sonharia mais, porque entendo que por cada minuto que fechamos os olhos perdemos sessenta segundos de luz.
Andaria quando os outros param, acordaria quando os outros dormem.
Ouviria quando os outros falam e como desfrutaria um bom gelado de chocolate.
Se Deus me oferecesse um pouco de vida, vestir-me-ia de forma simples, deixando a descoberto não apenas o meu corpo, mas também a minha alma.
Meu Deus, se eu tivesse um coração, escreveria o meu ódio sobre o gelo e esperava que nascesse o sol.
Pintaria com um sonho de Van Gogh sobre as estrelas de um poema de Benedetti e uma canção de Serrat seria a serenata que eu ofereceria à Lua!
Regaria as rosas com as minhas lágrimas para sentir a dor dos seus espinhos e o beijo encarnado das suas pétalas...
Meu Deus, se eu tivesse um pouco de vida... não deixaria passar um só instante sem dizer às pessoas de quem gosto que gosto delas.
Convenceria cada mulher ou homem que é o meu favorito e viveria apaixonado pelo amor…Aos homens provar-lhes-ia como estão equivocados ao pensar que deixam de se apaixonar quando envelhecem, sem saberem que envelhecem quando deixam de se apaixonar.
A uma criança, dar-lhe-ia asas, mas teria de aprender a voar sozinha.
Aos velhos ensinar-lhes-ia que a morte não chega com a velhice, mas com o esquecimento.
Aprendi que um homem só tem direito a olhar outro de cima para baixo quando vai ajudá-lo a levantar-se...
Tantas foram as coisas que aprendi com vocês, os homens!
Aprendi que todo o mundo quer viver em cima da montanha, sem saber que a verdadeira felicidade está em subir a encosta...
Aprendi que, quando um recém-nascido aperta, com a sua pequena mão, pela primeira vez, o dedo de seu pai, o tem agarrado para sempre.
São tantas as coisas que pude aprender com vocês, mas não me irão servir realmente de muito, porque, quando me guardarem dentro dessa maleta, infelizmente estarei a morrer...”

Quinta-feira, 18 de Outubro de 2007 - Viajando e divagando

Continuando esta fase de inércia à escrita, aviso que até ao fim do mês vou continuar a apresentar algumas ocorrências das minhas viagens cibernéticas (quem sabe, até lá, consigo fazer a digestão de alguns pratos que me caíram mal).
Como nunca conseguimos agradar a gregos e troianos agradeço a paciência das mentes menos simplistas que têm passado por aqui e se têm abstido de comentar…
Pois então, ontem fui jantar a um restaurante vegetariano, achei sublime o funcionário que faz o acolhimento no local… é evidente que pedi o livro de reclamações pois o “coiso” não tinha placa de identificação nem trazia a ementa na mão (também não podia, não é????)…


Terça-feira, 16 de Outubro de 2007 - Continuando a viagem
Parei numa estação de serviço.
Aproveitei para ir ao WC.
Na cabine ao lado estava outra pessoa.
- Então como estás?
Não costumo falar com desconhecidos e muito menos em sanitários públicos mas na qualidade de viajante incógnito resolvi responder.
- Muito bem ,obrigada…
- Que fazes?
Pareceu-me uma estupidez mas respondi.
- Estou em viagem para o Porto
- E pode-se saber porquê?
Senti-me incomodada e respondi contrariada.
- Negócios…
- Andas atrás de um bom negócio suponho?
Fiquei completamente arrependida de lhe ter dado troco, respondi já mal disposta.
- Pois, enfim…
- Sabes que mais? Logo volto a ligar, a bateria do telemóvel está a acabar e ainda por cima está aqui ao lado uma cretina que responde a tudo o que te pergunto
-?????

Realmente…. Cada coisa no seu lugar e fica o conselho:
- Se fores à igreja, reza
- Se fores a uma festa, diverte-te
- Se fores a um jantar, come
- Se fores ao wc, caga calado...

Claro que isto não aconteceu comigo.... mas podia acontecer!!!
Podia?????


Domingo, 14 de Outubro de 2007 - Vamos variar a ementa
Voltei…
Fiz umas viagens interessantes pelo mundo cibernauta e realmente não há nada como a nossa casa…
Provei de tudo, alguns pratos intragáveis que me obrigaram a tomar litradas de água das pedras mas também refinadas e deliciosas iguarias que todos os dias lembro com água na boca…
Num dos meus passeios deparei-me com este restaurante, os pitéus são deliciosos e sem dúvida tentadores….
Está decidido, cá em casa vamos dar novos nomes aos tradicionais empadões, bitoques, omoletes, bacalhau com natas… vamos dar largas à imaginação…


Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007 - Pintar o Futuro
Juntei o material
Tracei linhas, curvas e vazios
Viajei e sonhei
Aprendi, desisti e lutei
Parei e olhei a aguarela
Hoje vi que ainda é possível colorir os espaços negros
Dar-lhes vida com os lápis velhos e gastos
Continuar a desenhar o futuro que não é meu mas das vidas que quero colorir…

Sexta-feira, 14 de Setembro de 2007 - Paciência???

Há dias que chego aqui e penso “não tenho tempo para isto”…
Tempo ou paciência ou estado de espírito????
Navego, leio os blogs de amigos e conhecidos e perco-me no tempo, perco a paciência, mudo o estado de espírito…
Quero sair, sempre a ficar…

Vou sair até à próxima


Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007 - Para ti que existes

O dia hoje foi cheio de altos e baixos… custou a passar, estou a contar os minutos para a meia-noite.
Desconcertada, ansiosa, atenta, feliz e triste, é como me sinto hoje…
Estou aqui no meio de alguns amigos e de muitos conhecidos a falar ou a divagar mas a esperar, a esperar o fim do dia.
Amanhã será uma incerteza, o nosso amanhã é-o sempre…
Um dia de cada vez, com firmeza, muito amor e muito dar.
Tenho a fé e com a fé a certeza, que no próximo domingo, uma pessoa que eu aprendi a amar, veja mais uma etapa da sua vida cumprida, mais uma batalha vencida, mais um sorriso oferecido, mais um dia connosco…
Não podendo estar em corpo estarei em coração… hoje, amanhã, no domingo e sempre.

Sábado, 1 de Setembro de 2007 - Hoje BerreiHá dias que nos apetece dar um berro de indignação, de revolta, de nojo…
Talvez no dia seguinte esse berro não tenha o mesmo significado mas foi dado e teve o seu motivo.
Não gosto de berrar mas há situações que me indignam a injustiça é uma delas a outra é a covardia.
Injustiça e Covardia abrangem muita coisa, quase tudo o que é mau, haver fome é injusto, omitir posições é covardia…
Mas isso não interessa, estou aqui para dizer às pessoas que me conhecem mal que berro sim, não para provocar confrontos, não para dizer mal mas sim porque senti indignação e revolta e senti essa necessidade.
Não vou fazer do dos meus berros uma cruzada, também não os vou calar… apenas berro e se este berro for um bumerangue que apenas eu entendo, paciência a vida não é justa mesmo.
E o berro que dei hoje não vai ser o último.

Abracem-se…

Quinta-feira, 16 de Agosto de 2007 - Obrigado aos meus amigos Quando era criança detestava o dia dos meus anos...
Mas porquê tinha nascido em Agosto?
Os meus amigos nunca estavam, malditas férias de verão... mas porquê???
Cresci e aprendi que os amigos festejam connosco o dia do aniversário, mesmo quando estão longe.
Cresci e aprendi que o dia de aniversário não é melhor pela quantidade de pessoas que temos à nossa volta.
Cresci e aprendi que as pessoas que não estavam nas minhas festas de criança continuam a não estar nas minhas festas de adulta mas continuam comigo.
Quando crescer mais espero continuar a não contar com essas pessoas neste dia mas em todos os outros da minha vida.

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007 - O verbo Amar Eu amo tu,
tu amas ele,ele ama nós,
nós amamos vós,
vós amais eles,
eles amam …. quem???

O verbo amar é complicado, muitas pessoas ainda não sabem o que significa, quando o devem usar e com quem ou o quê.
Mas muita gente não tem vergonha de dizer “AMO-TE”, fá-lo naturalmente porque o amor nelas é genuíno e o mais engraçado é que sentimos a veracidade da palavra quando pronunciada.
Dizem que há muitos amores... pais, filhos, casais, amigos, animais, natureza….
Mas o verdadeiro amor é universal…
Olha para o lado, escolhe a pessoa certa e surpreende-a, sim, tu que não costumas dizer o verbo amar, vais ver que só vai custar a sair a primeira vez e que depois não te vais querer calar….

Sexta-feira, 27 de Julho de 2007 - FÉRIAS
Pois é, todos nós precisamos de férias e quando digo férias não estou a falar de fazer as malas, comprar o bilhete ou encher o depósito de gasolina e mundo aqui vou eu...
Quando se fala em férias a maioria das pessoas associa a "interrupção do trabalho" mas não, há férias da rotina, férias dos amigos, férias da família, férias de tanta coisa....
Parar, olhar para dentro e pensar.... "do que mais preciso neste momento?"
Acho que todos nós já passamos por essa necessidade, nem sempre podemos é fazer essa pausa para carregar baterias... as exigências da vida de cada um são muito variáveis.
Mas há sempre opções, há sempre uma maneira de contornar o problema do cansaço e do circulo da rotina... basta puxar pela imaginação...
Não sei se vou por um dia, uma semana ou mais mas vou de férias...
Por favor cuidem deste espaço por mim....

Terça-feira, 24 de Julho de 2007 - Quero protestar…

Mas afinal hoje não é dia mundial de qualquer coisa porquê?
Há dias mundiais e internacionais para quase tudo… então e o dia 24 de Julho não tem direito???Para que conste, o dia 24 de Julho é o 205º dia do ano no calendário gregoriano, (206º em anos bissextos).
Faltam 160 para acabar o ano.
Neste dia nasceram bué de gajos e gajas fixolas, entre eles a Jennifer Lopez e o Giulio Lopes… também morreram alguns que todos conhecemos o Shirakawa e o George Rodger (ai se não fosse a Wikipédia)…
E anda por aí uma cambada de incógnitos a nascer e a morrer neste dia que não fazem nada… mas isso não interessa … é uma injustiça para o dia 24 de Julho, quero protestar…
Eu sugiro que este seja o dia Mundial do Gregório, afinal o Gregório é poesia, é jornal, é nome de gente, de cão e até de calendário, tem grande utilidade o Gregório, todos o usam e nunca o ouvi reclamar…

DIA 24 DE JULHO – DIA MUNDIAL DO GREGÓRIO(onde se pode registar o dia???? Alguém me pode informar????)

Sábado, 21 de Julho de 2007 - Viagens pela net A internet é um "sítio" fantástico, adoro navegar, vou observando e por vezes esbarro com cenas patéticas...

Tem aquelas pessoas que usam a Net, assumindo um personagem que gostariam de ser, mentindo em toda a essência da palavra.
Tem aquelas pessoas que acreditam em tudo o que lhes dizem mas porque motivo alguém lhes haveria de mentir?
Mentiras de sedução, será???
Não tenham medo de falar, de se posicionar, de defender a vossa forma de pensar e os vossos sentimentos, utilizem forte e feio aquela palavra pequenina e tão complicada, “NÃO” …
"Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra que é pensada
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada."
(Fernando Pessoa)

Quinta-feira, 19 de Julho de 2007 - ALTOS E BAIXOS Hoje não tenho uma música que me faça vibrar,
Duas amigas doentinhas,
O meu par triste,
Eu própria não me sinto muito bem.
Vá lá que o cão está feliz…
Mandaram-me uma fotografia linda…
Sopraram-me um beijo…
Anda por aí mais alguém que queira ajudar a alegrar o meu dia???

Quarta-feira, 18 de Julho de 2007 - Alto aí e pára o baile…. Virou…

O que se fala aqui também é uma parte de mim mas é uma parte que gosto menos...
Gosto de pintar as coisas com uma dose de humor e isto está a ficar pesado...
Querer é poder e eu QUERO mudar...
Palavras, muitas...
Preto no branco com muito colorido...
Deixem entrar a brincadeira
Sorte de uns, azar de outros, isto vai mudar...eeeeeeeeee

VIROU.............

O enigma do orgasmo feminino:
O orgasmo feminino é uma coisa da qual as mulheres percebem muito pouco, e os homens ainda menos.
Pelo facto de ser uma reacção endócrina, que se dá sem expelir nada, não se apresenta nenhuma prova evidente de que aconteceu, ou de que foi simulado.
Diante deste mistério, investigações continuam, pesquisas são feitas, centenas de livros são escritos, tudo para tentar esclarecer este assunto.
A acompanhar este tema, deu no outro dia uma entrevista na TV com uma conhecida sexóloga, que apresentou uma pesquisa feita nos Estados Unidos na qual se mediu a descarga eléctrica emitida pela periquita no instante do orgasmo.
Os resultados mostram que, na hora H, a pachacha dispara uma carga de 250.000 micro volts. Ou seja, 5 passarinhas juntas, ligadas em série na hora do "ai meu Deus", são suficientes para acender uma lâmpada.
E uma dúzia é capaz de provocar a ignição no motor de um Carocha com a bateria em baixo.
Já há até mulheres a treinar para carregar a bateria do telemóvel: dizem que é só ter o orgasmo e … tchan... carregar.
Portanto, é preciso ter muito cuidado porque aquilo, afinal, não é uma rata:é uma torradeira eléctrica!!!
E se der curto-circuito na hora de "virar os olhos"?
Além de vesgo, fica-se com a doença de Parkinson e com a salsicha assada.
Preservativo agora é pouco: tem de se mandar encamisar na Michelin.
E, no momento da descarga, é recomendado usar sapatos de borracha, não os descalçar e não pisar o chão molhado.
É também aconselhável que, antes de se começar a molhar o biscoito, se pergunte à parceira se ela é de 110 ou de 220 volts, não vá esturricar a alheira.Tenho dito!!!!!

Terça-feira, 17 de Julho de 2007 - Poder é querer???? Ou querer é poder????

Ora aqui está 1 máxima ou 2 que nem sempre conseguimos aplicar…
A força de vontade pode ser nossa aliada mas temos de ter consciência das nossas limitações de poder.
Queremos ser felizes, podemos?
Podemos ser felizes, queremos?
Queremos que alguém nos ame, esse alguém quer?
Podemos amar alguém, queremos?
Queremos andar nus em casa, falar alto nos sítios impróprios, levar o cão à praia… mas nem sempre podemos, isto enquanto “membros activos” de uma sociedade ou da nossa própria família.

Fiquemos pelas coisas simples, aquelas que dependem inteiramente de nós, deixar de fumar, ajudar os amigos e os menos amigos, dormir em paz…

Poder dormir
Poder morar
Poder sair
Poder chegar
Poder viver
Bem devagar
E depois de partir poder voltar
E dizer: este aqui é o meu lugar
E poder assistir ao entardecer
E saber que vai ver o sol raiar
E ter amor e dar amor
E receber amor até não poder mais
E sem querer nenhum poder
Poder viver feliz para se morrer em paz

(Vinicius de Moraes)

Segunda-feira, 16 de Julho de 2007 - Há dias que fico sem palavras…Há dias que acordo cinzenta nem preto no branco nem cores só neutra....
E tem dias em que o milagre acontece e deparo com a natureza em flor, em vida em cor e até em cinzento
É aí penso que até os cinzentos têm o seu lado belo até os cinzentos se deixam comover
Misturo as cores deixo marinar e já estou menos cinzenta...

Domingo, 15 de Julho de 2007 - Mais Preto e Branco Mas também há coisas a preto e branco que não teriam a mínima graça a cores, certo???

Domingo, 15 de Julho de 2007 - Preto e branco

Adoro fotografias a preto e branco mas não imagino a vida e o mundo assim.
O pôr-do-sol a preto e branco
Uma flor cor-de-rosa a preto e branco
O mar e o céu a preto e branco…/...


Sábado, 14 de Julho de 2007 - Ser criança É…
Ser criança é ver o mundo cor-de-rosa, um mundo cheio de fantasias, sorrisos e brincadeiras
É sorrir e fazer sorrir
É misturar gelados com pipocas, caramelos com algodão doce
É chorar sem motivo
É sujar a roupa
É saltar no arco-íris para chegar às nuvens
É não querer crescer nunca
É cumplicidade
Ser criança é amar sem limites


Sexta-feira, 13 de Julho de 2007 - Sexta-feira 13
Mas afinal o que é "sorte" e "azar"????
A sorte de uns é o azar de outros, digo eu...
Sorte é um quase sinónimo de destino e o destino somos nós que o fazemos, uns recorrendo a amuletos e talismãs, outros deixando a vida fluir e outros ainda a lutar pelo que querem...
Sejam bem vindos a este blog....

2 olás!!:

@nn@ ♥ disse...

beijos
andei a kuskar ;)

Olá!! disse...

Fizeste bem, um dia destes faço o mesmo com o resto do blog ;)))))

Beijossssssssssss